Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, FORTALEZA, VARJOTA, Homem, de 56 a 65 anos, French, Spanish, Livros, Viagens
MSN -



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link
 Evento
 Citação
 Avaliação
 Objeto de Desejo
 estante
 revistas
 curiosidades
 experimentos


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 PISO SALARIAL AGORA JÁ É REALIDADE
 UOL - O melhor conteúdo
 TELMOCIÊNCIAS
 BOL - E-mail grátis
 TELMOTAHAN
 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE
 o torto
 Blog de Attico Chassot
 Tecnocientista
 Luis Nassif
 Blog dos Quadrinhos
 Ciência em dia
 Blog desabafo Brasil
 CONTRAPAUTA
 INTERNETÓPOLIS, O IMPERDÍVEL


 
TELMOQUÍMICA - SEU ALMANAQUE ELETRÔNICO


"CAPA'

Quando: 26/06/2007

"Quero que se faça justiça"

(Sirlei Dias Carvalho Pinto, trabalhadora espancada por mauricinhos psicopatas no Rio de Janeiro) 



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 21h39
[] [envie esta mensagem] [ ]



"EDITORIAL"

Autor: TELMOQUIMICA

Quando: 26/06/2007

Caros amigos:

Nesta edição manifestamos nosso repúdio àa violência de um bando de celerados, psicopatas de classe média que agrediu a sra. Sirlei Dias Carvalho Pinto, "confiundida com uma prostituta". Ora, o mentecapto diz que o grupo se enganou. Que o alvo era outro. Como se prostituta não fosse tam´bém um ser humano merecedor de respeito e do direito à vida. Sirlei perdoou publicamente seus algozes mas, quer que seja feita justiça. Em matéria enviada ao Globo on line manifestamos o nosso repúdio e cobramos justiça. Na nossa manifestação lembramos os crimes anteriormente cometidos por mauricinhos irresponsáveis que assassinaram uma bailarina em Fortaleza e depois um índio (Galdino) em Brasília.Todos os personagens dessas tramas macabras são meninos bem cuidados, filhos de pais de classe média alta, estudantes universitários. No mesmo blog mostramos a alarmante movimentação da cocaina no nosso país, como fomentadora da violência. Drogas e violência são causa e conseqüência.

Outro tema preocupante é retomada da construção de Angra III. É hora de indignação. Vamos reagir. Vamos lutar contra as agressões: agressões às pessoas e ao ambiente.A agressão ao meio ambiente é tmabém uma forma crudelíssima de viloência.

Grande abraço



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 21h18
[] [envie esta mensagem] [ ]



"OLHA EU AQUI DE NOVO"

PERAÍ. DAQUI A POUCO VOCÊ VAI SABER QUAL A PERGUNTA DO BLOG E QUAL O PRÊMIO QUE VAI GANHAR.

 

Quando: 26/06/2007



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 21h10
[] [envie esta mensagem] [ ]



"LEMBREMOS CHERNOBYL"

Autor: JORNAL DO BRASIL

Buscar na Web "JORNAL DO BRASIL"

Quando: 26/06/2007

Polêmica em Angra III - Jornal do Brasil - 30/04/05

De Joaquim Francisco de Carvalho

 É um equívoco pensar que as usinas de Angra dos Reis garantem o domínio da tecnologia nuclear Joaquim Francisco de Carvalho, licenciado em física e mestre em engenharia nuclear, foi diretor industrial da Nuclen.

A construção de Angra III não é importante para o suprimento de eletricidade para o estado do Rio, porque o sistema brasileiro é interligado, permitindo que se transporte para cá, energia gerada em outras regiões. Todo país que dispõe de potencial hidrelétrico significativo, aproveita-o ao máximo e só então parte para alternativas termoelétricas convencionais ou nucleares.

Como, até o presente, o Brasil aproveitou apenas 25% de seu potencial hidrelétrico, em vez de construir aquela usina, seria mais lógico que se construíssem novas hidroelétricas e se reforçasse o sistema de transmissão. Com Angra III, o melhor que se tem a fazer é contabilizar o prejuízo e aplicar os recursos que ali continuariam a ser desperdiçados, no desenvolvimento de sistemas eletronucleares de concepção mais avançada. Aliás, como sempre acontece, o que se gastaria para fazer a obra superaria em muito o previsto pelos interessados na construção. E é bom lembrar que, se Angra III algum dia entrasse em operação, o prejuízo aumentaria na medida da diferença entre seus custos de geração e os das hidroelétricas. Cálculos conservadores mostram que tal prejuízo poderia chegar à casa dos 280 milhões de reais, por ano. É um equívoco pensar que as usinas de Angra dos Reis garantem o domínio da tecnologia nuclear.

Na verdade, os centros de excelência nessa especialidade são, pelo que conheço, o Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares de SP) e o CTM/SP (Centro Tecnológico da Marinha em Aramar), além de uns poucos outros, em certos campos. Quanto às usinas de Angra, sua importância tecnológica está na operação, que é de responsabilidade da Eletronuclear, subsidiária da Eletrobrás, que conta com um quadro profissionais de excelente nível, em permanente renovação, com os seniors, prestes a se aposentarem, transferindo experiência para os juniors, que vão entrando na empresa.

Não é necessário construir Angra III, para que esse processo siga em frente. No tocante à engenharia propriamente dita – embora ainda conte com um pequeno grupo de bom nível, remanescente da antiga Nuclen – a Eletronuclear não tem quadros para abordar problemas novos, relacionados, por exemplo, à física dos combustíveis, ou à monitoração, diagnóstico e segurança dos sistemas, etc. Assim, sempre que surge algo de mais específico em Angra I e Angra II, a Eletronuclear recorre a fabricantes ou a firmas de engenharia, em geral estrangeiras, ou – para casos mais simples – a umas poucas firmas brasileiras, algumas das quais contam com ex-engenheiros da Nuclen. Recorre-se também ao Ipen, que dispõe de departamentos especializados, onde trabalham dezenas de PHDs altamente qualificados, com larga experiência no Brasil e em países mais avançados. Entre os profissionais do setor, prevalece a convicção de que, se os recursos que seriam gastos para construir Angra III fossem dirigidos para instituições da capacidade do Ipen e do CTM/SP, o Brasil poderia, num prazo de dez a doze anos, terminar o projeto do reator de 50 MW térmicos do CTM/SP em Aramar, para, em seguida – usando a experiência adquirida – ampliar sua escala e construir um protótipo de reator de terceira geração. No que diz respeito ao enriquecimento do urânio, é importante esclarecer que a fábrica de Rezende não têm capacidade para abastecer sequer a usina de Angra I, muito menos Angra II, portanto não se pode dizer que ela só será economicamente viável com a construção de Angra III, ainda mais porque, dada a importância estratégica do ciclo do combustível nuclear, o que vale é a compatibilidade entre a escala de produção da unidade de enriquecimento, com o restante do ciclo. Para conseguir essa compatibilidade, o governo pode acumular um estoque estratégico de urânio enriquecido na usina de Rezende a 3% – impróprio para fins bélicos, porém importantíssimo para ser usado mais tarde, quando o Ipen e o CTM/SP tiverem desenvolvido as usinas intrinsecamente seguras, na faixa de 200 MW térmicos, que são as que convêm ao Brasil, para atender a sistemas isolados, cuja conexão ao sistema nacional interligado é economicamente inviável. (Jornal do Brasil. 28/4)



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 20h58
[] [envie esta mensagem] [ ]



"PROTESTE, REAJA: ANGRA III, NÃO!!!"

Autor: Greenpeace

Buscar na Web "Greenpeace"

Quando: 26/06/2007

ANGRA III NÃO

http://www.greenpeace.org.br/ciberativismo/e-mails/2007-06-25.html

Caros Ciberativistas, Hoje, dia 25/06, a construção da usina nuclear Angra 3 foi aprovada pelo CNPE (Conselho Nacional de Política Energética), que reúne nove ministérios e mais um representante dos Estados e Distrito Federal.

É o CNPE que aconselha o presidente Lula a construir ou não a usina. Você pode fazer a diferença!

Veja por que dizer NÃO:

* NÃO há justificativa energética para Angra 3! Além de custar muito caro, Angra 3 demoraria pelo menos seis anos para ficar pronta - tarde demais para gerar energia. Enquanto isso, um parque eólico pode ser construído em no máximo dois anos. Se a justificativa de Angra 3 não é energética, então qual será?

* NÃO precisamos de Angra 3! Se os R$ 7 bilhões necessários para construir a usina fossem gastos em energia eólica, por exemplo, geraríamos o dobro de energia e 32 vezes mais empregos. Além disso, nosso potencial para as energias renováveis é suficiente para suprir nossa demanda energética. Conheça o estudo [R]evolução Energética, clique aqui.

* 82% dos brasileiros dizem NÃO! Segundo pesquisa do ISER, encomendada pelo Greenpeace, a ampla maioria dos brasileiros é contra a construção de usinas nucleares.

* NÃO podemos gastar tanto! Energia nuclear é cara! Com o investimento que seria feito na usina, poderíamos construir 14 estações de metrô ou pagar 280 milhões de bolsas criança-cidadão para evitar o trabalho infantil.

* NÃO queremos esse perigo! Depois de 60 anos desde que o primeiro reator começou a funcionar no mundo, ainda não existe uma solução definitiva e segura para o lixo radioativo gerado pelas usinas. Este lixo permanece perigoso por centenas de milhares de anos. Outro perigo é o risco de acidentes nucleares como Chernobyl e Goiânia. Em 2006, foram registrados incidentes nucleares na França, Suécia e no Japão.

* Vamos dizer NÃO à aventura nuclear! O país tem inúmeras outras necessidades que devem ser prioridades de investimento. Mesmo assim, o governo pode insistir em remar contra a maré. Países como Alemanha, Espanha e Suécia estão fechando suas usinas e (com ótimos resultados) gerando energia a partir de fontes limpas e seguras.

Portanto, junte-se a nós e DIGA NÃO você também!



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 20h52
[] [envie esta mensagem] [ ]



"O PODER DOS FEROMÔNIOS"

Autor: NEW SCIENTIST

Buscar na Web "NEW SCIENTIST"

Quando: 26/01/2005

Sex pheromone spray boosts senior romance

http://www.newscientist.com/channel/sex/love/dn6926-sex-pheromone-spray-boosts-senior-romance.html

A mystery chemical that young women deploy as a sex attractant pheromone seems to work for post-menopausal women too.

Joan Friebely of Harvard University, US, and Susan Rako, a private physician in Newton, Massachusetts, US, have studied 44 post-menopausal women. Half added Athena Pheromone 10:13, originally isolated from a woman's armpit sweat, to their perfume while half added a dummy compound. Neither the women nor the researchers knew who was in each group until the results were in. In diaries kept by the women for six weeks, 41% of pheromone users reported more petting, kissing and affection with partners compared with 14% receiving the placebo. Overall, 68% of pheromone users reported increases in at least one of four "intimate socio-sexual behaviours" such as formal dates and sex, as against 41% on the placebo. But the pheromone's discoverer, biologist Winnifred Cutler, is keeping its identity secret until patents have been granted to Cutler's Athena Institute for Women's Wellness Research in Chester Springs, Pennsylvania, US.

"It's still a mystery substance being applied to individuals at unknown concentrations," says George Preti of the Monell Chemical Senses Centre in Philadelphia, Pennsylvania. Friebely and Rako say they have no financial interest in the product. Journal reference: The Journal of Sex Research (vol 41, p 372)

Comentário do blog:feromônios a química a serviço do amor.



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 20h30
[] [envie esta mensagem] [ ]



"AS ESTATÍSTICAS DO CÂNCER"

Autor: NEW SCIENTIST

Buscar na Web "NEW SCIENTIST"

Quando: 04/09/2009

Facts and Figures: Cancer

http://www.newscientist.com/channel/health/cancer/dn9958-facts-and-figures-cancer.html

• Number of people worldwide living with cancer today: 24.6 million

• Percentage of global mortality caused by cancer: 12.5%

• Number of people worldwide killed by cancer in 2002: 6.7 million

• Most common cancers in developed nations: lung cancer; also prostate, breast and bowel • Cancer deaths in the US each day: 1500 • Estimated number of new US cases of cancer diagnosed in 2005: 1.4 million

• Number of new UK cases of cancer diagnosed in 2001: 270,000 •

• Annual financial cost of cancer to US, through medical expenditure and lost productivity: $189 billion

• Number of people aged over 65 in US who are cancer survivors: 1 in 6

• Most prevalent cancers in the developing world: Those triggered by infections; mostly stomach, liver and cervix

• Proportion of cancers worldwide triggered by infections: 20%

• Cancers most often cured: breast, prostate, colon and skin – if diagnosed early

• Proportion of cancer deaths worldwide caused by tobacco, diet and infection: 43%

• Proportion of cancer deaths worldwide caused by smoking: 30%

• Relative increase in the number of annual cancer cases expected by 2025, as a result of the world’s ageing population: 50%

Sources: World Health Organisation / Centers for Disease Control and Prevention, US / Cancer Research UK



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 20h21
[] [envie esta mensagem] [ ]



"Brasil tem 860 mil usuários de cocaína, diz ONU "

Autor: BBC Brasil

Buscar na Web "BBC Brasil"

http://noticias.uol.com.br/bbc/reporter/2007/06/26/ult4904u18.jhtm

Quando: 26/06/2007

 O Brasil tem cerca de 860 mil usuários de cocaína, estima um documento da Organização das Nações Unidas (ONU) divulgado nesta terça-feira.

Segundo o relatório anual do Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crimes (UNODC), 0,7% da população brasileira entre 15 e 64 anos utilizava cocaína em 2005. A estatística representaria um aumento de 75% em relação ao número de quatro anos antes, mas o UNODC esclareceu que o aumento se deveu a uma mudança na metodologia do cálculo.

No mundo, 14 milhões de pessoas consomem cocaína, disse o estudo. Um aumento no número de usuários no Brasil desafiaria os esforços de combate ao abuso de cocaína no país, onde as apreensões vêm crescendo ano a ano. O relatório da ONU afirma que em 2005 o Brasil apreendeu 16 toneladas de cocaína - cerca de 6% a mais que no ano anterior, de acordo com os números da Polícia Federal. É pouco se comparado ao total apreendido na Colômbia (217 t), o principal produtor mundial, ou nos Estados Unidos (175 t), o principal consumidor mundial, e mesmo em relação ao que se apreende em países vizinhos da Colômbia, como Equador (43 t) e Venezuela (59 t). Mas a ONU destacou que o Brasil está entre os países mais citados como via de tráfico de cocaína para o oeste da África e a Europa. Autoridades da Guiné estimam, por exemplo, que 60% de sua cocaína provêm do Brasil. O diretor-executivo do UNODC, Antônio Maria da Costa, procurou ressaltar o lado positivo dos esforços para combater o uso de drogas no mundo. "Para quase todo tipo de droga ilícita - cocaína, heroína, cannabis e estimulantes como anfetaminas - há sinais de estabilidade, seja em termos de cultivo, produção ou abuso", disse ele, em comunicado que acompanha o relatório. Entretanto, o documento afirmou que o tráfico de cocaína se transformou "em um problema global". Apreensões já são realizadas em 80% dos países do mundo, sugerindo que o consumo se alastrou por todo o planeta. Além disso, o estudo confirmou outros, feitos anteriormente, que demonstraram que a produção de droga permaneceu alta apesar da diminuição da área cultivada. Segundo o relatório anual do UNODC, a área de cultivo da folha de coca nos países andinos caiu 29% entre 2000 e 2006, para 157 mil hectares. Entretanto, o potencial de produção de cocaína da região aumentou. Apenas para a Colômbia, o potencial foi estimado em 650 toneladas. Em março deste ano, a Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), da ONU, estimou que a produção mundial de cocaína poderia alcançar 800 ou até mil toneladas. Apenas um quarto disto é apreendido, disse nesta terça-feira o UNODC. Outro problema destacado pela ONU em relação às drogas foi o crime organizado. Para a entidade, o combate às gangues que traficam cocaína tem dado mais frutos do que a repressão ao tráfico de ópio, extraído da papoula, matéria-prima da heroína. No Afeganistão, que fornece a papoula para 92% da heroína produzida no mundo, a produção de ópio cresceu 50% em 2006, elevando a produção mundial de heroína para um recorde de 606 toneladas, disse o UNODC. "Os dois exemplos destacam dois extremos de um espectro: de um lado, grupos altamente organizados atuando no envio de milhões de dólares de cocaína da Colômbia para os Estados Unidos; de outro, muitos atores desorganizados que, respondendo a incentivos de mercado, levam a heroína do Afeganistão para a Rússia", descreveu o UNODC. "Entretanto, não se pode dizer que as duas regiões estão convergindo: o tráfico de cocaína tem se tornado menos organizado desde os tempos dos cartéis de Cali e Medelin, enquanto o comércio de heroína no Afeganistão cresce e se torna mais organizado."

Comentário do blog: eis a causa da violência nos grandes centros



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 20h06
[] [envie esta mensagem] [ ]



"JUSTIÇA PARA OS PSICOPATAS AGRESSORES"

Quando: 26/06/2007

Enviamos para o portal da Globo, link abaixo, o nosso protesto:

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007/06/25/296499489.asp

1. Gilberto Telmo Sidney Marques 26/06/2007 - 11h 06m

Pai e filho se merecem. Esses psicopatas burguesinhos praticam barbaridades motivados pela impunidade. Há alguns anos um mauricinho de Brasília, estudante de direito, assassinou uma jovem e talentosa bailariana em Fortaleza com um tiro na cabeça depois de uma discussão no trânsito por motivos banais. Era filho de um figurão da República e o crime está impune até hoje. . Depois veio a "queima" do índio em Brasília, "confundido com um mendigo", como se um mendigo também não fosse um ser humano e devesse ser cremado por um bando de neonazistas.

A origem desses mentecaptos é a mesma: são pessoas de classe média alta que desfrutam de privilégios e têm acesso à educação. A culpa cabe principalmente aos pais que não sabem, via de regra, educar os filhos através da atenção e do diálogo permanentes. Falta moral da parte dos pais e punição exemplar pela justiça. JUSTIÇA JÁ!



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 19h56
[] [envie esta mensagem] [ ]



"Existem crimes piores", diz pai de jovem agressor "

Autor: FOLHA DE SÃO PAULO

Buscar na Web "FOLHA DE SÃO PAULO"

Quando: 26/06/2007

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2606200710.htm

SERGIO TORRES DA SUCURSAL DO RIO

O microempresário Ludovico Ramalho Bruno, 46, disse acreditar que o filho Rubens Arruda, 19, estava alcoolizado ou drogado quando participou do espancamento da empregada doméstica Sirlei Pinto. "Uma pessoa normal vai fazer uma agressão dessa?", perguntou ele após ter sido vítima de um tiroteio na delegacia. Dono de uma firma de passeios turísticos marítimos, Bruno afirmou que o filho não deveria ser preso, para não conviver com criminosos na cadeia. "Foi uma coisa feia que eles fizeram? Foi. Não justifica o que fizeram. Mas prender, botar preso, juntar eles com outros bandidos... Essas pessoas que têm estudo, que têm caráter, junto com uns caras desses? Existem crimes piores." Se forem indiciados, os acusados vão responder por tentativa de latrocínio (pena de 7 a 15 anos de prisão em caso de condenação) e lesão corporal dolosa (de 1 a 8 anos de prisão).

No link acima você lê a entrevista completa do empresário pai do marginal Rubens Arruda.

Comentário do blog: Como os mentecaptos não encontraram nenhum índio, tentaram assassinar a doméstica porque "pensaram" se tratar de uma prostituta. Foi um "equívoco" que o pai de um dos meninos quer que seja relevado.



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 19h45
[] [envie esta mensagem] [ ]



"PSICOPATAS EM AÇÃO"

Autor: Folha de São Paulo

Buscar na Web "Folha de São Paulo"0

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2606200709.htm 6/2007

Quando: 26/06/2007

"Quero que se faça justiça", diz doméstica espancada no Rio

 Após receber alta de hospital, Sirlei afirmou querer que agressores "paguem' A polícia do Rio prendeu ontem mais dois rapazes acusados pelo crime, sendo que um deles se entregou no fim da noite no 16º DP DA SUCURSAL DO RIO "Quero que se faça justiça", afirmou à Folha a empregada doméstica Sirlei Dias Carvalho Pinto, 32, após receber alta do hospital Barra D'Or, ontem, no Rio. Ela foi espancada e roubada por cinco jovens na madrugada de sábado, quando estava em um ponto de ônibus na av. Lúcio Costa, na Barra da Tijuca (zona oeste). Ela seguia para uma consulta médica. "Eu quero que eles paguem, não sei como", disse ela, ao ser questionada se pretendia pedir indenização às famílias dos rapazes de classe média que identificou como seus agressores. Três suspeitos foram presos no sábado, e outros dois, ontem.

A doméstica foi espancada às 4h30 de sábado. Outras duas mulheres que estavam no ponto de ônibus também teriam sido agredidas. Um dos detidos disse à polícia que o grupo pensou que a vítima era prostituta. "Mesmo que [as outras mulheres que estavam no ponto de ônibus] fossem prostitutas, não tinham que fazer [as agressões]", afirmou Sirlei. "Foram muitos chutes, pontapés, socos, cotoveladas", descreveu ela. Mostrando o braço roxo e inchado, Sirlei disse que tentou se defender em vão das agressões. "Coloquei para proteger o rosto, mas eles ficaram chutando o meu braço." Segundo a doméstica, não houve dúvida para reconhecer os agressores. "O reconhecimento foi imediato." A polícia do Rio prendeu ontem de manhã o universitário Rubens Arruda, 19, acusado de ser um dos agressores. Seu pai, o empresário do setor naval Ludovico Ramalho Bruno, indicou o local em que ele estava, a casa de um amigo na Ilha do Governador (zona norte). O estudante de turismo Rodrigo Bassalo, 20, que estava foragido, se entregou às 23h15 acompanhado de advogados no 16º DP (Barra da Tijuca), onde passaria a noite preso. Ele não falou com a imprensa. A partir da placa do carro usado pelos rapazes, anotada por um taxista que testemunhou a agressão, a polícia prendeu no sábado o estudante de direito Felipe Macedo Nery Neto, 20.

Ele admitiu o espancamento, disse que o grupo pensava que a vítima fosse uma prostituta e deu os nomes dos demais rapazes. Foram presos então Júlio Junqueira, 21, dono de um quiosque na praia da Barra e estudante de gastronomia, e Leonardo de Andrade, 19, técnico em informática. Ontem, quando negociava a apresentação do filho à polícia, na 37ª DP (Ilha do Governador), o empresário Ludovico Bruno tornou-se vítima de um conflito na Ilha do Governador entre a PM e traficantes. Por volta das 9h, o empresário estava em um banco, na entrada, quando o local foi metralhado. Uma das balas atingiu suas pernas de raspão. "Não morri porque Deus não quis." Contratado pelo empresário José Maria Souza Mota, patrão de Sirlei, para representá-la, o advogado Marcus Fontenele disse que entrará na Justiça contra os suspeitos com uma ação civil por danos morais, físicos, estéticos e financeiros. De acordo com o delegado Carlos Augusto Pinto Nogueira, Nery Neto é o único dos quatro presos que mantém uma "postura agressiva". Os demais dizem estar arrependidos e não param de chorar. O delegado indiciou os cinco por tentativa de latrocínio. O advogado de Andrade, Paulo Scheele, disse que seu cliente não participou do espancamento. A Folha não conseguiu ouvir pais e advogados dos demais. (SERGIO TORRES, MALU TOLEDO e MÁRCIA BRASIL)



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 19h34
[] [envie esta mensagem] [ ]



PRATELEIRA

 

O RISO QUE LIBERTA

http://marcadefantasia.com.br/box/o-riso-que-liberta.htm

Classificação:

O Riso que liberta: ou as origens da caricatura originou-se da fundamentação teórica da tese de Doutorado de Wellington Srbek pela Faculdade de Educação da UFMG. Trata-se do riso que liberta do medo do desconhecido, da opressão social, das convenções e preconceitos, enquanto princípio fundamental da caricatura. Gênero de desenho ligado ao humor político moderno, a caricatura, segundo a concepção apresentada no livro, tem raízes históricas bem antigas, que remontam à Grécia arcaica. Para desenterrar essas raízes, Wellington foi buscar os conceitos elaborados por Bakhtin sobre o “realismo grotesco”, que leva à constatação da existência de toda um categoria estética à margem da cultura oficial e dos padrões de beleza do classicismo, hegemônicos no Ocidente nos últimos milênios. Bakhtin elege o carnaval popular da Idade Média e início da Época Moderna como a expressão mais intensa desse “realismo grotesco”, que tem como um de seus elementos fundamentais o “rebaixamento” físico, corporal, verbal, simbólico etc. Srbek reforça que "esse conceito se traduz na valorização da materialidade e da vida, representadas por um 'riso popular universal'. Neste sentido, as manifestações ligadas ao riso deveriam ter a mesma atenção e valorização daquelas ligadas aos modelos de seriedade." Como diria Bakhtin, somente o riso, com efeito, pode ter acesso a certos aspectos extremamente importantes do mundo. Segundo a idéia defendida por Srbek, "esse riso será a base da caricatura moderna, manifestação de grande apelo popular, afeita a hipérboles visuais e debochadas metonímias (que muito comumente votavam-se a 'rebaixar' os ricos e poderosos da sociedade). O que se estabelece na Época Moderna é uma tradição estilística do humor político, que liga nomes como William Hogarth e James Gillray a outros como Francisco Goya e Grandville. Na verdade, segundo confirma o estudioso das artes Hans Ernst Gombrich, estariam nas caricaturas de um Honoré Daumier as origens da arte modernista ao estilo de um Pablo Picasso, por exemplo." Para levantar as origens da caricatura, Srbek valeu-se principalmente de reedições e coletâneas críticas das gravuras e caricaturas dos referidos autores, bem como de livros de arte sobre Leonardo da Vinci, Hieronymus Bosch e Pieter Brueghel, que fazem a ponte entre a tradição popular grotesca e as obras artísticas. O autor lembra que essa tradição crítica da caricatura será reeditada no Brasil pelo pioneiro dos quadrinhos e caricaturas Angelo Agostini, e por seus talentosos sucessores, entre os quais se destacam Ziraldo e Henfil.

O RISO QUE LIBERTA: Ou as origens da caricatura Wellington Srbek Série Veredas nº 2 João Pessoa: Marca de Fantasia, 2007, 112p, 13x19cm. R$15,00 ISBN 978-85-87018-70-0

Comentário do blog: Os romanos diziam: "ridendo castigat mores" que traduzido significa rindo combates os (maus) costumes. O humor das charges muitas vezes reflete com  sua crítica bem humorada a expressão de revolta e o grito contido na garganta de cada um de nós. O preço é por demais acessivel. Vale apena comprar o livreto.



Categoria: Avaliação
Escrito por gtelmo às 22h59
[] [envie esta mensagem] [ ]



REVISTA GALILEU

http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu/0,,EGD269-7833,00.html

Classificação:

CAPA Papo cabeça

CULT • Não é aqui Ex-soldado brasileiro relata os horrores pelos quais passou como integrante da força de paz da Onu no Haiti

HORIZONTES • Maestro invisível Nosso colunista deixa os mistérios da astrofísica de lado e aventura-se no tema desta edição de Galileu: os mecanismos que regem o cérebro humano

REPORTAGENS  • 3 Mundos Vale 

POR DENTRO • A cabeça do atleta perfeito Conheça as conexões cerebrais que separam os campeões daqueles que se consolam com a frase “o importante é competir” OS 10+ • Cachorros + difíceis

CONSUMO • Fique esperto Jogue, leia, pense e quebre a cabeça para achar a solução. o desafio é pôr a cachola pra funcionar!

SEM DÚVIDA • Pergunte que a Galileu responde

EURECA • Especial: exercícios para turbinar os miolos

PEREGRINO • Ilha da fantasia Perca-se nas incríveis quebradas de Bornéu, lar de tribos de tatuadores e caçadores de cabeças

ENTER+ • Na veia Cientistas e médicos dizem que, em vez de rápida e indolor, morte por injeção letal é dolorosa e lenta • Numa galáxia muito, muito distante... “Descobridor” de planeta habitável, Michel Mayor diz que isso é só o começo •

Acredite se quiser Museu criacionista nos EUA defende a criação do mundo de acordo com a Bíblia • O peso da genética Estudo britânico revela gene que dificulta a vida de quem precisa perder alguns quilos • Mal necessário Pesquisador defende teoria de que doenças mortais já foram benéficas • Museu sem cera Pelo equivalente a R$ 60, “Academia” londrina se propõe a educar o público e ensinar a dar beijos inesquecíveis e tapas de amor dentro dos limites • Saindo das sombras Judas e Jesus são tema de livro de escritor francês • Febre ecológica gera até funeral verde Preocupação ambiental nunca foi tão vantajosa, o que dá à luz os “eco-oportunistas” • Conexão rapida Galileu manda equipe para checar se encontros- relâmpagos funcionam

Buscar na Web "REVISTA GALILEU"

Comentário do blog: vale a pena comprar a revista que ainda está nas bancas



Categoria: Avaliação
Escrito por gtelmo às 22h50
[] [envie esta mensagem] [ ]



BANCA DE REVISTAS

CIENCIA HOJE DAS CRIANÇAS

http://cienciahoje.uol.com.br/view/209

Classificação:

CHC 179 :: Maio de 2007

Destino: Amazônia Que a Amazônia é a maior floresta tropical do mundo você já sabe. Mas você saberia dizer por que a região é chamada assim? Quantas pessoas vivem por lá? Quais as doenças locais mais comuns? Ou quantas espécies de animais e plantas são encontradas lá? Não? Então embarque em uma viagem incrível pela Amazônia junto com a CHC, que preparou este mês uma edição especial com várias informações e curiosidades sobre essa importante região que é notícia no mundo inteiro. Aperte o cinto porque lá vamos nós!!!

Comentário do blog: embora seja uma revista destinada a crianças, vale apena conferir. Este número dedicado à Amazônia está demais

Buscar na Web "CIENCIA HOJE DAS CRIANÇAS"



Categoria: Avaliação
Escrito por gtelmo às 22h42
[] [envie esta mensagem] [ ]



Vai, vai, vai começar a brincadeira...

Enquanto você aguarda fique com estas imagens de gente que faz.... Química na UECE

Concludentes de 2006.2 e professores Airton Marques, Conceição e Gilberto Telmo



Escrito por gtelmo às 21h09
[] [envie esta mensagem] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]