Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, FORTALEZA, VARJOTA, Homem, de 56 a 65 anos, French, Spanish, Livros, Viagens
MSN -



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link
 Evento
 Citação
 Avaliação
 Objeto de Desejo
 estante
 revistas
 curiosidades
 experimentos


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 PISO SALARIAL AGORA JÁ É REALIDADE
 UOL - O melhor conteúdo
 TELMOCIÊNCIAS
 BOL - E-mail grátis
 TELMOTAHAN
 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ - UECE
 o torto
 Blog de Attico Chassot
 Tecnocientista
 Luis Nassif
 Blog dos Quadrinhos
 Ciência em dia
 Blog desabafo Brasil
 CONTRAPAUTA
 INTERNETÓPOLIS, O IMPERDÍVEL


 
TELMOQUÍMICA - SEU ALMANAQUE ELETRÔNICO


NÃO GANHAMOS AINDA

"OUSAR LUTAR, OUSAR VENCER"

QUERIDOS AMIGOS

FALTAM POUCAS HORAS PARA O DESFECHO DESSE PROCESSO DOLORIDO. ESTAMOS EXAUSTOS. TEM SIDO UMA LUTA ÁRDUA E DESIGUAL. AS FORÇAS DA DIREITA VENDE-PÁTRIA SE ORGANIZARAM COMO NUNCA. COMPRARAM A GRANDE MÍDIA COM PROMESSAS DE FAVORECIMENTO. NOS ACORDOS PRÉ- ESTABELECIDOS, GARANTIRAM O FINANCIAMENTO DE CAMPANHA EM TROCA DA PRIVATIZAÇÃO DE GRANDES EMPRESAS ESTATAIS COMO A PETROBRÁS, O BB, ETC. JÁ ACERTAREM, EM LONDRES, A INTERNACIONALIZAÇÃO DA AMAZÔNIA.( VEJAM AS EDIÇÕES ANTERIORES DO BLOG. AQUI NÃO INVENTAMOS NADA. TODAS AS INFORMAÇÕES ESTÃO APOIADAS EM FONTES QUE PODEM SER CONSULTADAS).

VAMOS ÀS RUAS COM O MESMO ENTUSIASMO DE SEMPRE, CONVENCER OS AINDA INDECISOS. VAMOS GARANTIR UM  BOM DESEMPENHO ELEITORAL DO PRESIDENTE LULA PARA SILENCIAR  AS CASSANDRAS QUE PREGAM O GOLPE NAS INSTITUIÇÕES. A NOSSA ARMA É O NOSSO VOTO. NA CABINE INDEVASSÁVEL VOCÊ É MAIS VOCÊ. NÃO PODE SER AMEAÇADO NEM INTIMIDADO. NÓS SOMOS A MAIORIA. NÓS SOMOS POVO E O LULA É CADA UM DE NÓS. NÃO ACEITEMOS PROVOCAÇÕES. VAMOS REFREAR AÇÕES DOS QUE, APARENTEMENTE, ESTÃO DO NOSSO LADO MAS, ACABAM FAZENDO O JOGO SÓRDIDO DOS ADVERSÁRIOS. VAMOS INIBIR AÇÕES IRRESPONSÁVEIS DOS ALOPRADOS.

NÃO PODEMOS NOS DISPERSAR, COM O DIRIA TANCREDO NEVES.

VAMOS LUTAR ATÉ FIM PELA VITÓRIA DE LULA E PELA EMANCIPAÇÃO DO POVO BRASILEIRO.

O IMPORTANTE É QUE A NOSSA EMOÇÃO SOBREVIVA (PAULO CÉSAR PINHEIRO)

GRANDE ABRAÇO



Escrito por gtelmo às 13h10
[] [envie esta mensagem] [ ]



IMPRENSA ESTRANGEIRA

27/10/2006
Geraldo Alckmin mostra-se crispado antes do segundo turno frente a Lula
Pesam contra o candidato da oposição a sua falta de carisma e alguns erros de estratégia

Por Annie Gasnier
correspondente no Rio de Janeiro


Geraldo Alckmin perdeu o sorriso radiante que exibia na noite do
primeiro turno da eleição presidencial, em 1º de outubro. Desmentindo as previsões das pesquisas que, até a véspera do pleito, anunciavam a reeleição fácil do chefe do Estado, Luiz Inácio Lula da Silva (Partido dos Trabalhadores, de esquerda), o candidato do Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB, de centro-esquerda) causou surpresa ao receber 41,64% dos votos, contra 48,6% para o presidente em final de mandato.

Às vésperas do segundo turno, agendado para domingo, 29 de outubro, o
semblante tenso de Geraldo Alckmin revela o impacto das pesquisas
desfavoráveis. Ao longo das últimas três semanas, o antigo governador do Estado de São Paulo recuou de maneira constante nas sondagens. Na
terça-feira (24/10), o Instituto Datafolha lhe atribuía 39% das intenções de voto, contra 61% para o presidente Lula.

Logo no dia que se seguiu ao primeiro turno, Geraldo Alckmin cometeu um
"primeiro tropeço", segundo a imprensa brasileira, ao celebrar alianças com dois personagens polêmicos: o antigo governador do Estado do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, e a sua mulher Rosinha Matheus, que lhe sucedeu. Membros do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB, de centro), eles vêm sendo acusados regularmente de corrupção e de populismo, a tal ponto que eles não puderam participar das eleições de 1º de outubro.

 

... Geraldo Alckmin foi até mesmo prejudicado pela agressividade que ele mostrou durante o primeiro debate televisivo que foi organizado no segundo turno. O seu tom surpreendeu de tal maneira que ele pareceu ter "vencido" o enfrentamento contra um adversário desnorteado. Mas as pesquisas de opinião revelaram mais tarde que os telespectadores tiveram uma apreciação desfavorável deste candidato sem qualquer carisma, desconhecido apesar dos seus 33 anos de vida pública.

Assim, Alckmin foi visto como uma pessoa autoritária que mostrou desrespeito para com um presidente da República considerado como mais simpático sob o fogo dos ataques.

 

Comentário do blog: Leia a matéria completa em:  http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/lemonde/2006/10/27/ult580u2206.jhtm



Escrito por gtelmo às 13h05
[] [envie esta mensagem] [ ]



"CARTA ABERTA A UMA PESSOA MUITO QUERIDA"

Autor: Um professor

Quando: 27.12.2006

Querida AMIGA: Divergimos quanto à postura política. É direito seu posicionar-se. Nunca fiz proselitismo político na ala de aula. Minha divergência é quanto forma de se fazer política. E, principalmente propaganda política deturpando fatos, usando a Internet para difundir infãmias, detratações, mensagens discriminatórias contra o Presidente da República e, principalmente, a instrumentalização da juventude, que macula sua pureza. Protesto contra a propaganda subliminar, a perversão e a lavagem cerebral que estão impondo a adolescentes ternos e meigos como você.

 Há mais interesses subalternos envolvidos na campanha do que você possa vislumbrar e imaginar. Voc precisa ler mais, visitar sites honestos. Ir além da Globo, da Veja e da maioria dos órgãos de imprensa do Brasil, lacaios dos interesses anti-pátria. Você tem internet. Veja outros órgãos do Brasil e do exterior. Corrupção não é invenção desse governo. Mas, sem dúvida, a apuração rigorosa é uma característica dele, do governo. Vivemos uma crise de valores morais. E os cristãos, como nós, têm a responsabilidade de esclarecer a grande massa e não de confundir. Quem é Alckmin? Um elitista de São Paulo. O São Paulo que eu conheci, onde fui porteiro de clube e professor universitário. O que ele representa? Você sabia que ele é membro militante da OPUS DEI seita da Igreja católica sucedânea e defensora do Santo Ofício, a Inquisição que exterminou milhões de dissidentes? O que você quer para o Brasil? Ditadura, autoritarismo, discriminação contra os pobres e nordestinos ou democracia e aperfeiçoamento de instituições. Respiramos democracia quando na TV um Candidato raivoso desacata o presidente e não sai de lá algemado. Isso mostra os dois lados:um detrator desesperado e previamente derrotado pelo povo brasiileiro e um presidente que não usa de autoritarismo nem para punir agressores. No Brasil do futuro, diferentemente do que querem o sr. Alckmin e seus comparsas, não haverá fogueira para queimar dissidentes. Podem ficar tranquilos. A justiça fluirá livremente e corruptos, de qualquer matiz, irão para a cadeia. Nunca se prendeu tanto nesse país. Só falta a justiça funcionar com mais agilidade, apurando a verdade verdadeira, sem prejulgamentos e nem execração de inocentes presumidos.Isso é democracia. Vou presentear você com um video que não destila ódio e desperta sentimentos de amor. Desafio você a assistí-lo. E a emocionar-se. Chorar não é pecado e nem é feio. E, para ser justa e imparcial, você pode repassá-lo para seus amigos assim como fez com esse e-mail. Seja justa e imparcial como todo cristão e toda cristã deve ser.O endereço é: http://www.youtube.com/watch?v=vun3NnyTj18 Faça isso, querida amiga. Desarme-se. Não se deixe contaminar pelo ódio e pela insanidade. Perceba que nesta carta nãpo fiz ofensas pessoais ao Sr. Alckmin e nem a sua família. Veja a diferença. Compare. Que Deus ilumine seus caminhos. Continue sua busca pela verdade. Um grande beijo

Comentário do blog:  Essa carta foi enviada por e-mail a uma estudante universitária, cristã assumida e que se encontra repassando e-mails tendenciosos e de ataque pessoal, com o título inocente de "só repassando". Quem repassa está conivente e solidário com a mensagem.



Categoria: Citação
Escrito por gtelmo às 11h56
[] [envie esta mensagem] [ ]



ÙLTIMAS PESQUISAS: VOX POPULI

26/10/2006 - 15h40

Lula mantém vantagem de 22 pontos sobre Alckmin, diz Vox Populi

http://eleicoes.uol.com.br/2006/ultnot/2006/10/26/ult27u58615.jhtm

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve uma vantagem de 22 pontos percentuais contra seu adversário Geraldo Alckmin (PSDB), considerando-se apenas os votos válidos, mostrou pesquisa Vox Populi divulgada pela revista Carta Capital nesta quinta-feira.

A sondagem mostra que Lula venceria a corrida presidencial com os mesmos 61 por cento dos votos válidos --que excluem brancos, nulos e indecisos-- que apresentava na semana passada. No total entre os votos estimulados, o petista seguiu com 57 por cento.

Alckmin continuou com 39 por cento dos votos válidos da sondagem anterior --37 na pesquisa estimulada. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Ainda de acordo com o levantamento, divulgado no site da Carta Capital, os dois candidatos perderam 1 por cento na pesquisa espontânea: 56 para o petista e 36 para o tucano.

No Sudeste, região na qual Alckmin ganhou no primeiro turno por pequena margem e que comporta 50 milhões de votos, Lula agora tem vantagem de 9 pontos percentuais. Na sondagem de 13 de outubro, o petista vencia por 6 pontos.

A enorme vantagem que o presidente-candidato tinha diante do tucano no Nordeste caiu de 78 para 75 por cento.

O Vox Populi realizou 2.000 entrevistas entre segunda e terça-feira em 121 municípios do país.

(Por Maurício Savarese)

 Comentário do blog: os números estão postos. Cabe-nos administar com paciência o crescimento. Sem arrogância. Sem aceitar provocações. Vamos permanecer vigilantes. O jogo sujo ainda não acabou. Os golpistas estão vivos e desesperados.



Escrito por gtelmo às 23h51
[] [envie esta mensagem] [ ]



ÚLTIMAS PESQUISAS: IBOPE

Ibope mostra Lula com 58% dos votos, 23 pontos à frente de Alckmin

Da Redação
Em São Paulo

http://eleicoes.uol.com.br/2006/campanha/ultnot/2006/10/26/ult3750u1952.jhtm

Nova pesquisa do Ibope divulgada nesta quinta-feira (26) no Jornal Nacional apresenta o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 58% das intenções de voto, 23 pontos percentuais à frente do adversário Geraldo Alckmin (PSDB), que tem 35%.

Em relação a levantamento anterior do mesmo instituto, a vantagem de Lula oscilou dois pontos para cima.

Os nulos e brancos são 3%, e os eleitores indecisos, 4%. A margem de erro é de dois pontos, para cima ou para baixo. O Ibope ouviu 3.010 eleitores nos dias 24 a 25 de outubro, em 202 municípios. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) tem o número 23.351/2006.

Pesquisa anterior do Ibope, divulgada no dia 20 de outubro, mostrava Lula com 57% das intenções de voto e Alckmin com 36%, uma diferença pró-Lula de 21 pontos percentuais. Naquele levantamento, os nulos e brancos somavam 3% e os indecisos eram 4%.

O levantamento do Ibope é o terceiro divulgado nesta quinta-feira, penúltimo dia da propaganda eleitoral gratuita. Dois outros institutos apresentaram seus números. De acordo com CNT/Sensus, Lula abriu vantagem de 24 pontos percentuais, considerando as intenções totais de voto (57,5% para o petista e 33,5% para o tucano).

Segundo o instituto Vox Populi, a vantagem de Lula é de 22 pontos, considerando os votos válidos (61% a 39%).



Escrito por gtelmo às 23h46
[] [envie esta mensagem] [ ]



ÚLTIMA HORA - PESQUISA

26/10/2006 - 11h58

CNT/Sensus mostra Lula com 63,2% dos votos válidos

http://eleicoes.uol.com.br/2006/ultnot/2006/10/26/ult1928u3175.jhtm

Por Áureo Germano

BRASÍLIA (Reuters) - A três dias do segundo turno, a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) parece praticamente garantida, mostrou nesta quinta-feira uma pesquisa do instituto Sensus, encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Lula tem 63,2% dos votos válidos, contra 36,8% de Geraldo Alckmin (PSDB). A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais.

"Acredito que essa é uma eleição definida. As diferenças estão se alargando", disse a jornalistas Ricardo Guedes, coordenador da pesquisa.

Considerando-se as intenções totais de voto, o presidente tem 57,5%, enquanto o tucano tem 33,5%. Os votos brancos e nulos somam 3,3%, e os indecisos, 5,9%.

Ao mesmo tempo, a rejeição de Alckmin é maior. O ex-governador paulista é rejeitado por 45% dos eleitores, enquanto Lula é por 33,6%.

Na resposta espontânea --quando o entrevistador não apresenta o nome dos candidatos-- o presidente aparece com 53,9%, e Alckmin, com 31,4%.

O Sensus ouviu 2.000 pessoas em 195 municípios entre segunda e quarta-feira desta semana.

 



Escrito por gtelmo às 17h38
[] [envie esta mensagem] [ ]



CRESCIMENTO DE LULA

LULA CRESCE EM TODO O PAÍS

O crescimento de Lula no Sul

Agência Carta Maior

http://cartamaior.uol.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=12663
O resultado da pesquisa do instituto Methodus confirma a tendência de crescimento da candidatura Lula também no Rio Grande do Sul. A pesquisa do Datafolha divulgada terça-feira no Jornal Nacional confirmou o crescimento de Lula em todo o país. O maior índice de crescimento se deu justamente na região Sul. A propósito deste crescimento, o jornalista Franklin Martins observou:

“Embora nessa região Lula continue atrás de Alckmin, a virada aí foi ainda mais forte do que no resto do país. Na primeira semana de outubro, o candidato tucano tinha 26 pontos de vantagem sobre o petista (63% a 37%). Hoje, a diferença está reduzida a 6% (placar de 53% a 47% para Alckmin). Tudo somado e subtraído, o deslocamento eleitoral favorável a Lula no Sul teria sido de 20 pontos, quatro pontos percentuais acima do que se verificou no Sudeste e oito pontos acima do que se registrou no Nordeste e no Norte/Centro-Oeste. Ou seja, se as urnas confirmarem os números do Datafolha, que, aliás, estão em linha com os de todos os outros institutos, Lula se reelegerá vencendo na maioria das regiões e dos estados brasileiros. Não teremos, assim, um país dividido entre vermelhos ao Norte e azuis ao Sul, como chegaram a sugerir alguns analistas mais rápidos no gatilho do que certeiros na pontaria”.



Escrito por gtelmo às 17h36
[] [envie esta mensagem] [ ]



PRIVATIZAÇÃO DA VALE

São Paulo, quarta-feira, 25 de outubro de 2006

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2510200602.htm

Vale fecha compra da Inco por US$ 13 bi

Mineradora passa a ser 2ª do ranking mundial após compra da canadense; aquisição é a maior já realizada por brasileira

Vale busca reduzir a sua dependência do minério de ferro com a aquisição da segunda maior mineradora de níquel do planeta


PEDRO SOARES
DA SUCURSAL DO RIO

A Vale do Rio Doce fechou ontem a compra do controle da mineradora canadense de níquel Inco por US$ 13,2 bilhões (R$ 28,4 bilhões). O negócio torna a mineradora brasileira a segunda maior do mundo, atrás da australiana BHP-Billiton.
A Vale adquiriu, em oferta pública na Bolsa de Toronto, 75,66% das ações da Inco. Os demais acionistas da companhia têm até 3 de novembro para vender à Vale seus papéis ao preço oferecido (86 dólares canadenses ou cerca de R$ 165), o que pode elevar o valor da aquisição para US$ 17,5 bilhões, se a aceitação for de 100%.

 A tucanalha, querendo justificar a privatização,  comemora a compra de uma empresa canadense pela Vale do Rio Doce. Vejamos o que foi colocado no blog do Josias por um internauta:

"[jose carlos lima] [http://ideia70.blogspot.com] [goiania - rio meia ponte]
Josias, que tristeza quando vejo estas notícias sobre a Vale no Correio Brasiliense. Apesar de que o enfoque da matéria é acerca do sucesso da Vale a minha leitura é do fracasso da privataria tucana. Senão vejamos. Veja se tem cabimento. Uma empresa que valia lá seus mais mais de 50 bilhões de reais, foi vendida pelos tucanos pela bagatela de apenas 3 bilhões e meio de reais. Fora o fato de que o governo arcou com encargos trabalhistas e fiscas, os tais esqueletos da privatização, para usar um termo de Biondy. Fora o fato de que o BNDES "emprestou" melhor dizer os tais 3,5 bilhões para os compradores ( melhor dizer receptores da doação). É dar vontade de bater na cara de cada um deste tucano-pefelentos. Tudo bem, pelo jeito, o povo vai fazer isso neste domingo.



Escrito por gtelmo às 21h52
[] [envie esta mensagem] [ ]



LULA LÁ

http://www.youtube.com/watch?v=vun3NnyTj18

Classificação:

E-mail enviado pela doce e querida monitora: Enchi os olhos d'agua! Muuuito legal. Espero q goste. Abraços, Andréa

Comentário do blog: emocione-se, envolva-se na campanha contra o golpe. Vamos defender o presidente popular e a democracia.



Categoria: Link
Escrito por gtelmo às 19h55
[] [envie esta mensagem] [ ]



CIÊNCIA EM DIA

http://cienciaemdia.zip.net/arch2006-10-01_2006-10-31.html

Classificação:

O site é da responsabilidade de Marcelo Leite e traz informações as mais diversas para quem cultiva o amor pela ciência. Tem excelente layout e conteúdo competente e atualizado.

Marcelo Leite é editor de Ciência da Folha de S.Paulo detentor de prêmio da SBPC e autor de Os Alimentos Transgênicos e A Floresta Amazônica (série "Folha Explica") e Pantanal, Mosaico das Águas (Editora Ática),

Marcelo Leite  faz um afago em Dolly para mostrar que nada tem contra os clones, só dúvidas sobre a clonagem

Comentário do blog:simplesmente  imperdível

Buscar na Web "CIÊNCIA EM DIA"



Categoria: Avaliação
Escrito por gtelmo às 23h03
[] [envie esta mensagem] [ ]



ÚLTIMA HORA - PESQUISA

UOL Eleições

24/10/2006 - 20h29

Com 58%, Lula abre 21 pontos de vantagem sobre Alckmin, diz Datafolha

http://eleicoes.uol.com.br/2006/campanha/ultnot/2006/10/24/ult3750u1874.jhtm

Da Redação
Em São Paulo

A cinco dias do segundo turno, no próximo domingo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 58% das intenções de voto e está 21 pontos à frente de seu adversário, Geraldo Alckmin (PSDB), com 37%, na consulta estimulada.

Brancos e nulos somam 2%, e 3% não opinaram.

Considerando os votos válidos, o placar é de 61% a 39%, ou 22 pontos de diferença a favor de Lula, um pouco superior à registrada na semana passada (de 20 pontos). A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os novos números sobre a disputa presidencial são do Datafolha. Divulgada pelo Jornal Nacional nesta terça-feira (24), a pesquisa ouviu 7.133 eleitores entre segunda e terça-feira, ontem e hoje, em 347 cidades de 25 unidades da federação. Capta, portanto, os efeitos de dois debates na TV, os promovidos pelo SBT, na quinta-feira, e pela Record, na noite de segunda.

A preferência por Lula oscilou dois pontos para cima, em uma semana, e vem crescendo desde o início de outubro. Na consulta anterior, realizada em 16 e 17 de outubro, Lula abrira 19 pontos de vantagem sobre o adversário, com 57% dos votos na pesquisa estimulada, contra 38% do tucano. Considerando-se os votos válidos, o placar na semana passada era de 60% a 40%.

O Datafolha foi o primeiro instituto a realizar pesquisa de intenção de voto no segundo turno, nos dias 5 e 6 de outubro. Na época, a diferença era de apenas sete pontos pró-Lula: 50% a 43% na resposta estimulada.

Avaliação positiva bate recorde

A avaliação positiva do governo Lula se aproximou na semana passada do recorde histórico de 52% de "ótimo/bom". Segundo a pesquisa realizada nos dias 16 e 17 de outubro, 51% dos entrevistados consideraram o governo Lula ótimo ou bom, 33%
Comentário do blog: Sem euforia vamos ficar atentos e continuar a militância nas ruas, conquistando votos.Não vamos aceitar provocações.


Escrito por gtelmo às 22h54
[] [envie esta mensagem] [ ]



VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O DOSSIÊ

Repercutimos aqui matéria da Carta Capital sobre o famigerado Dossiê, em 3 momentos. A reportagem completa está na Carta Capital edição impressa ou on-line no endereço: http://www.cartacapital.com.br/index.php?funcao=exibirMateria&id_materia=5457. Confira.

OS FATOS OCULTOS (1)
A mídia, em especial a Globo, omitiu informações cruciais na divulgação do dossiê e contribuiu para levar a disputa ao 2º turno. Confira a íntegra da reportagem

Por Raimundo Rodrigues Pereira

1. Pode-se começar a contar a história do famoso dossiê que os petistas teriam tentado comprar para incriminar os candidatos do PSDB José Serra e Geraldo Alckmin pela sexta-feira 15 de setembro, diante do prédio da Polícia Federal, em São Paulo. É uma construção pesada, com cerca de dez pavimentos, de cor cinza-escuro e como que decorada com uma espécie de coluna falsa, um revestimento de ladrilho azul brilhante, que vai do pé ao alto do edifício, à direita da grande porta de entrada. Dentro do prédio estão presos Valdebran Padilha e Gedimar Passos, ligados ao Partido dos Trabalhadores e com os quais foi encontrado cerca de 1,7 milhão de reais, em notas de real e dólar, para comprar o tal dossiê. Mas essa notícia é ainda praticamente desconhecida do grande público.

É por volta das 5 da tarde. A essa altura, mais ou menos à frente do prédio, que fica na rua Hugo Dantola, perto da Ponte do Piqueri, na Marginal do rio Tietê, na altura da Lapa de Baixo, estaciona uma perua da Rede Globo. Ela pára entre duas outras equipes de tevê: uma da propaganda eleitoral de Geraldo Alckmin e outra da de José Serra.

Com o tempo vão chegando jornalistas de outras empresas: da CBN, da Folha, da TV Bandeirantes. E a presença das equipes de Serra e Alckmin provoca comentários. Que a Rede Globo fosse a primeira a chegar, tudo bem: ela tem uma enorme estrutura com esse objetivo. Mas como o pessoal do marketing político chegou antes? Cada uma das duas equipes tem meia dúzia de pessoas. A de Serra é chefiada por um homem e a de Alckmin, por uma mulher. As duas pertencem à GW, produtora de marketing político. Seus donos foram jornalistas: o G é de Luiz Gonzales, ex-TV Globo, e o W vem de Woile Guimarães, secretário de redação da famosa revista Realidade, do fim dos anos 1960. Entre os jornalistas, logo se sabe que foi Gonzales quem ligou para a Globo, avisando do que se passava na PF.

E quem avisou Gonzales? Foi alguém da Polícia Federal? Foi alguém do Ministério Público, de Cuiabá, de onde veio o pedido para a ação da PF? Uma fonte no Ministério da Justiça disse a CartaCapital que as equipes da GW chegaram à PF antes dos presos, que foram detidos no Hotel Ibis Congonhas por volta da 6 da manhã do dia 15 e demoraram a chegar à sede da polícia. Gente da equipe da GW diz que a empresa soube da história através de Cláudio Humberto, o ex-secretário de imprensa do ex-presidente Collor, que tem uma coluna de fofocas e escândalos na internet e que teria sido o primeiro a anunciar a prisão dos petistas.

Pode ser que sim, o que apenas leva à pergunta mais para a frente: quem avisou Cláudio Humberto? Mesmo sem ter a resposta, continuemos a pesquisar nessa mesma direção: a de procurar saber a quem interessava a divulgação da história do dossiê e como essa divulgação foi feita. Para isso, voltemos à região do prédio da PF duas semanas depois.



Escrito por gtelmo às 12h43
[] [envie esta mensagem] [ ]



VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O DOSSIÊ

OS FATOS OCULTOS (2)

2. É 29 de setembro, vésperas da eleição presidencial, por volta das 10h30 da manhã. Sai do prédio da PF na Lapa de Baixo o delegado Edmilson Pereira Bruno, 43 anos, que estava de plantão no dia 15 e foi o autor da prisão de Valdebran e Gedimar. Ele convida quatro jornalistas para uma conversa: Lilian Christofoletti, da Folha de S.Paulo, Paulo Baraldi, de O Estado de S. Paulo, Tatiana Farah, do jornal O Globo, e André Guilherme, da rádio Jovem Pan. Bruno quer uma conversa reservada e propõe que ela seja feita a cerca de um quarteirão dali, na Bovinu’s, uma churrascaria. Um dos jornalistas argumenta que ali “só tem policial”. O grupo acaba conversando perto da Faculdade Rio Branco, que não se avista da frente da PF, mas é também ali por perto. Ficam na rua mesmo. O delegado não sabe, mas sua conversa está sendo gravada.

Bruno diz que quer passar para os jornalistas cópia das fotos do dinheiro apreendido com os petistas, que estavam sendo procuradas há muito, por muita gente. Leva um CD com as imagens, 23 fotos; e três CDs em branco para que eles copiem as imagens de modo a que cada um tenha uma cópia. Fala que eles devem dizer “alguém roubou e deu para vocês”, para explicar o aparecimento das fotos. Diz que ele próprio vai dizer coisa parecida a seus chefes na PF, que os jornalistas é que o roubaram: “Doutor, me furtaram. Sabe como é que é, não dá para confiar em repórter”. Recomenda que as fotos sejam editadas em computador com o programa Photoshop para tirar detalhes, como o nome da empresa na qual as células foram fotografadas, a fim de despistar a origem do material.

Algumas pessoas têm a fita de áudio com a conversa do delegado Bruno com os quatro repórteres. Mais pessoas ainda a ouviram. Uma delas é o repórter Luiz Carlos Azenha, que tornou públicos vários de seus trechos no seu site pessoal na internet “Vi o Mundo, o que nunca você pode ver na tevê”. (http://viomundo.globo.com/). Azenha, que é repórter da TV Globo, não quis dar entrevista a CartaCapital. Pediu que se procurasse a emissora. Para o que mais interessa ao desenrolar da nossa história, dos trechos da fita, deve-se destacar a preocupação de Bruno em fazer com que as fotos chegassem no dia ao Jornal Nacional. “Tem alguém da Globo aí?”, pergunta ele. Um dos quatro responde: “Tem o Bocardi”. “Não é o Tralli? O Tralli está muito visado”, Bruno diz, referindo-se a César Tralli e ao incidente, conhecido de muitos, de esse repórter da TV Globo ter podido acompanhar, praticamente disfarçado de Polícia Federal, a prisão de Flávio Maluf, filho de Paulo Maluf.

Mas a preocupação principal de Bruno é a que ele reitera nesse trecho: “Tem de sair hoje à noite na tevê. Tem de sair no Jornal Nacional
”.



Escrito por gtelmo às 12h38
[] [envie esta mensagem] [ ]



VOCÊ PRECISA SABER

OS FATOS OCULTOS (3)

3. As fotos são divulgadas, como veremos no capítulo seguinte, com imenso destaque, no dia 29, vésperas das eleições, repita-se, no JN. Mas não apenas no JN. Veja-se a Folha de S.Paulo, por exemplo. Lá também a divulgação foi, pelo menos na opinião de alguns, espetacular: “Que primeira página mais linda, a de 30/9. É por isso que eu não consigo me separar da Folha”, escreveu o leitor Euclídes Araujo, no dia seguinte. “A glosa, a irreverência, a fina ironia falaram mais alto, mostrando aquela montanha de dinheiro em cima e, embaixo, Lula, sendo abraçado por uma mão morena e cobrindo o rosto, como se fosse um meliante conduzido ao distrito, tentando esconder a identidade. O que eles querem, o Pravda ou o Granma? Valeu, Folha!”

A Folha publicou, com grande destaque na primeira página, a foto na qual o dinheiro está empilhado de forma que as notas apareçam com a frente voltada para o leitor e que foi feita de baixo para cima, que é a que mais dá a impressão da “montanha de dinheiro” citada pelo admirador do jornal. E não divulgou que as fotos lhe tinham sido passadas por um policial visivelmente empenhado em fazer com que elas tivessem um uso político claro, de interferir no pleito de 1º de outubro.

A Folha também tinha a fita de áudio, que foi levada por sua repórter. A editora-executiva do jornal, Eleonora de Lucena, não quis responder por que omitiu as informações dessa fita, a nosso ver tão relevantes. Alguns dos quatro repórteres que receberam as fotos do delegado Bruno, ouvidos para esta matéria, disseram em defesa da tese de que o áudio não deveria ser divulgado, com o argumento de que o jornalista deve preservar o sigilo da fonte, com o que concordamos. Mas perguntamos a Eleonora: por que ela não deu a informação de que se tratava de uma intervenção política no processo eleitoral, publicando os trechos da fita de áudio, que tornam isso explícito, mas sem citar o nome da fonte?

O mais curioso, para dizer o mínimo, é que a Folha publica, junto com as fotos do dinheiro, uma matéria (“Imagens foram passadas em sigilo à imprensa”) na qual conta o que o delegado Bruno disse depois, na tarde do mesmo dia 29, ao conjunto de jornalistas, na frente da PF. No texto, assinado pela repórter do jornal que recebeu as fotos de Bruno pela manhã, se diz: “O delegado Bruno disse, ontem, em coletiva à imprensa, que o CD com as fotos havia sido furtado de sua sala, na PF – e que ele estava sendo injustamente acusado de ter repassado o material aos jornalistas”. Pergunta-se: qual é o sentido de publicar uma informação que a jornalista sabia que é evidentemente mentirosa e, no caso, ainda ajudava o policial a tentar enganar a própria imprensa?

O Estado de S. Paulo do dia 30 publica a mesma foto, das notas em posição de sentido. E com um texto, assinado por Fausto Macedo e Paulo Baraldi, ainda mais incrível, também para dizer o mínimo. O texto é praticamente uma diatribe contra o PT e em defesa de José Serra. Diz que a publicação das fotos é a abertura “de um segredo que o governo Lula mantinha a sete chaves”. Diz que o dinheiro veio de quem “pretendia jogar Serra na lama dos sanguessugas”. É também uma espécie de defesa do delegado Bruno, em favor do qual são ditas algumas mentiras. O texto diz que as fotos foram feitas por “um policial da Delegacia de Crimes Financeiros (Delefin)” na sexta-feira dia 15 de setembro. E que o delegado Bruno comandou uma perícia nas notas, a serviço da Polícia Federal, na sala de conferências da Protege S.A. Proteção e Transporte de Valores, em São Paulo. De fato, como se saberia no mesmo dia 30 em que o texto de Macedo e Baraldi sai publicado, as fotos foram feitas pelo próprio delegado Bruno, depois de enganar os peritos que analisavam as notas, dizendo-se autorizado pelo comando da PF. Pela infração, o delegado está sendo investigado por seus pares.

Comentário do blog: por problemas de espaço e para não ocupar o blog com um  único tema, publicamos, na íntegra, apenas os 3 primeiros tópicos. Leia o restante no site de Carta Capital



Escrito por gtelmo às 12h35
[] [envie esta mensagem] [ ]



PERGUNTAS QUE A GLOBO NÃO SOUBE RESPONDER

 

NÃO DEU NO JORNAL NACIONAL
Por que uma reportagem sobre Abel Pereira, produzida e editada, não foi ao ar? E outras nove perguntas a Ali Kamel

Por Mauricio Dias

http://www.cartacapital.com.br/index.php?funcao=exibirMateria&id_materia=5457

Resposta.
O diretor de jornalismo da Globo considera a cobertura isenta

Na quarta-feira 11, a revista CartaCapital encaminhou 10 perguntas à Rede Globo, indagando sobre os critérios da cobertura jornalística adotados no Jornal Nacional durante o primeiro turno da eleição presidencial.

Eis as questões dirigidas ao jornalista Ali Kamel, diretor-executivo de Jornalismo da emissora:

1. Qual foi o critério adotado para a distribuição de tempo e espaço para os candidatos? Qual o princípio que norteou o critério adotado?

2. O critério adotado para esta eleição presidencial foi o mesmo das eleições anteriores ou, mais precisamente, o mesmo da eleição de 2002?

3. Por que, a partir do estouro do escândalo do dossiê, o Jornal Nacional não citou que 70% das ambulâncias da Planam foram liberadas na gestão do PSDB?

4. O Jornal Nacional, como ocorreu na edição de 23 de setembro, faz referência, com precisão, aos petistas Oswaldo Bargas, Jorge Lorenzetti e Expedito Veloso como “assessores da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, mas, quando se refere, nesse mesmo dia, às relações do senhor Barjas Negri com Luiz Antonio Vedoin, da máfia das ambulâncias, diz que ele é “ex-ministro do governo passado”? Não há, no caso, um tratamento desigual? (Em várias edições essa situação se repete.)

5. Por que, em nenhum momento, o JN não destacou um repórter para a investigação das relações de Barjas Negri e Abel Pereira em Piracicaba?

6. Temos informações seguras, que podem ser confirmadas pela equipe do SP-TV, de que um diretor da Globo vetou perguntas politicamente incômodas para o candidato a governador José Serra.

7. Na cobertura das eleições para o governo de São Paulo, os repórteres receberam a orientação de fazer entrevistas com os candidatos, nas ruas, com perspectivas propositivas. Ao candidato do PT, Aloizio Mercadante, não era dado espaço para falar do PCC e da perda de controle da ação policial no estado. Contrariamente, na campanha presidencial, era dado espaço amplo para críticas (justas ou injustas, não entramos no mérito) ao candidato Lula.

8. Sabe-se que foram produzidas matérias (pelo menos uma) sobre Abel Pereira. A reportagem foi editada, mas não foi ao ar. Qual o critério adotado nesse caso?

9. A Globo tem o áudio da conversa do delegado que entregou as fotos do dinheiro para a imprensa, mas não o divulgou. Além disso, adotou critérios diferentes para divulgar as fotos (obtidas ilegalmente) na véspera da eleição e não divulgar o dossiê de Cuiabá sob a alegação de que o material estava sob suspeita.

10. É fato que até hoje os telespectadores do JN não viram o governador eleito de São Paulo, José Serra, discursar na cerimônia de entrega das ambulâncias, ao lado de deputados sanguessugas. Por quê?

Eis a resposta do jornalista Ali Kamel:
“Se tem uma coisa que tem alegrado a nós, jornalistas da TV Globo, é o alto grau de isenção que temos conseguido imprimir na cobertura dessas eleições. Essa nossa convicção vem de três fontes: nossa própria avaliação, que é diária e procura verificar se temos nos conduzido com a isenção a que nos propusemos; a avaliação do público, que nos chega diariamente por nosso Centro de Atendimento ao Telespectador, com milhares de telefonemas e e-mails, e pela manifestação de todos os partidos políticos que têm atestado a isenção de nossos telejornais.

Uma das mais recentes manifestações nesse sentido veio do próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, em carta à TV Globo, justificando a ausência no debate na antevéspera da eleição, escreveu: ‘Aproveito para reafirmar o meu respeito à TV Globo e parabenizá-la pelo trabalho isento que vem fazendo na cobertura destas eleições’

Comentário do blog: "isenção" a gente vê na Globo. Plim Plim



Escrito por gtelmo às 12h24
[] [envie esta mensagem] [ ]



SABOTAGEM DA TUCANALHA

Vejam o que fazem os sabotadores da tucanalha

 

TSE retira do ar site com domínio "Lula 13"

Fonte:   http://ultimainstancia.uol.com.br/noticia/32564.shtml

 

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Ari Pargendler deferiu, neste domingo (22/10), uma liminar ajuizada pela coligação de apoio à reeleição do presidente Lula para retirar do ar a página da Internet com o domínio "Lula 13.com". A decisão será comunicada à empresa Registro.br, responsável pelos domínios dos sites no Brasil.

Segundo a assessoria do tribunal, a coligação de Lula explicou que o site foi criado sem sua autorização ou conhecimento, e que está fazendo campanha contrária à reeleição. O site foi criado no dia 26 de junho, a poucos dias do início oficial da campanha em 1º de julho. Outro argumento utilizado foi o "grande prejuízo da coligação pela divulgação criminosa na rede mundial de computadores", já que o site oficial da campanha é bastante semelhante: www.lula13.can.br.

A Força do Povo lembrou, ainda, que o domínio "Lula 13", seja qual for a sua terminação, pertence à própria coligação, segundo o disposto no artigo 71 da resolução 22.261/06, sobre propaganda eleitoral, "até para evitar, como no caso em tela, a utilização indevida e criminosa do nome e do número do candidato".

Os advogados do presidente Lula observaram que, além da incidência de tipos criminais que afetam a honra, a pessoa que está utilizando o domínio "Lula 13" perturba o exercício da propaganda pela coligação, pois muitos de seus simpatizantes podem confundir o endereço com o site oficial da campanha.

Segunda-feira, 23 de outubro de 2006

 

Comentário do blog: no desespero, a tucanalha ensandecida está apelando. Vem mais sujeira por aí. Vamos responder no domingo de maneira categórica, enérgica e insofismável. Não aceitemos provocações. O voto é nossa arma mais poderosa.

 



Escrito por gtelmo às 15h04
[] [envie esta mensagem] [ ]



RIR É O MELHOR REMÉDIO

HUMOR NA TV

PATINADA DO FAUSTÃO

Veja: http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/

http://video.google.com/videoplay?docid=8336399580329967884

 

 A cena foi captada pelo sítio Kibe Loko. O apresentador Fausto Silva, da Globo, perguntou a uma das bailarinas do “Domingão do Faustão” quem iria ganhar a disputa travada em torno de um dos quadros do programa, a “Dança no Gelo”. A resposta da moça desconsertou o moço. Veja o que ela disse clicando na imagem acima.

Comentário do blog: Vale a pena conferir...



Escrito por gtelmo às 13h57
[] [envie esta mensagem] [ ]



GERALDO E O MENDIGO

22/10/2006 - 15h17

Alckmin garante que diferença é pequena e tranqüila de reverter

http://eleicoes.uol.com.br/2006/ultnot/2006/10/22/ult1928u3122.jhtm

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à Presidência, visitou neste domingo uma feira popular no centro de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e garantiu ser possível reverter a vantagem apontada pelas pesquisas para o candidato-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a uma semana do segundo turno da eleição.

"A pesquisa que vale é de domingo, dia 29", disse Alckmin a jornalistas durante passeio pela feira, onde foi acompanhado do ex-prefeito de Caxias e deputado estadual mais votado do Rio, José Camilo Zito (PSDB), e sua filha, Andréia Zito, eleita deputada federal.

"A diferença é pequena, dá para tirar a diferença tranqüilamente. No primeiro turno eu nunca passava de 30 (por cento), e quando abriu a urna eu tive 41,5 (por cento)", acrescentou Alckmin, que, segundo as últimas pesquisas estaria, 20 pontos percentuais atrás de Lula na intenção de voto dos eleitores.

Durante o passeio, no qual passou por dezenas de barracas vendendo CDs e DVDs falsificados, o tucano desviou de um mendigo que estava no chão, mas, ao ser avisado por assessores, retornou e apertou a mão do pedinte

Leia a matéria completa no endereço acima

Comentário do blog: Taí um médico que "gosta" do povo.



Escrito por gtelmo às 01h04
[] [envie esta mensagem] [ ]



ANTROPOFAGIA ELEITORAL

Após mordida em petista, Lula pede moderação

Josemari Quevedo
Direto de Alvorada

21 de outubro de 2006

http://noticias.terra.com.br/eleicoes2006/interna/0,,OI1204719-EI6652,00.html

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta tarde, em discurso na praça João Goulart, no centro de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre, os adversários do PSDB Geraldo Alckmin e Yeda Crusius, concorrente do petista Olívio Dutra, que disputa o governo do Rio Grande do Sul. Muito irônico, ele também sugeriu à militância que não faça campanha com o dedo esticado porque "eles" (militância contrária) podem morder. "Façam campanha com um sorriso bonito", disse.

Na madrugada da última segunda-feira, no bar Jobi, no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, um dos redutos da boemia carioca, um bate-boca entre lulistas e alckmistas acabou com Danielle Tristão, 38 anos, perdendo parte de um dedo, vítima de uma mordida dada pela jornalista Ana Cristina Luzardo de Castro, 39 anos, que ficou com o rosto marcado por unhadas.

Segundo Lula, em campanha, os concorrentes "só falam em: eu acredito, eu acho e não dizem como vão fazer as coisas". Segundo ele, o governo Lula fez. Lula foi muito irônico durante todo o discurso, que durou cerca de 30 minutos. A cada nova piadinha com os adversários, a militância levantava e sacodia as bandeiras gritando o nome do presidenciável.

Comentário do blog: Não aponte o dedo para os alckmistas. É perigoso. Ao contrário do que dizia o Jorge Benjor há allguns anos os alckmistas não estão chegando, para a felicidade do Brasil e de seu povo



Escrito por gtelmo às 00h27
[] [envie esta mensagem] [ ]



LULA É CADA UMA DE NÓS

CALMA, GENTE. ESTAMOS NA RETA FINAL.

  AGORA DEVEMOS ESTAR VIGILANTES CONTRA O JOGO SUJO E DESESPERADO DOS GOLPISTAS. NÃO PODEMOS ACEITAR PROVOCAÇÕES. VAMOS REFREAR ATITUDES INCONSEQÜENTES DE APOIADORES MAL PREPARADOS QUE ÀS VEZES FAZEM O JOGO DO INIMIGO. VAMOS CONTINUAR TRAZENDO PARA O NOSSO LADO AQUELES QUE NÃO NOS APOIARAM NO PRIMEIRO TURNO. MUITOS ESTAVAM DO LADO ERRADO POR EQUÍVOCO E JÁ RECONHECERAM.E JÁ VIERAM TAMBÉM. TRABALHE SEUS FAMILIARES, SEUS AMIGOS, SEUS COLEGAS DE TRABALHO, OS PORTEIROS E ZELADORES DO SEU PRÉDIO, AS PESSOAS QUE VOCÊ ENCONTRA NAS RUAS, NAS FILAS DE BANCO, NO SUPERMERCADO. ANDE SEMPRE COM UM ADESIVO E UM PANFLETO PARA DISTRIBUIR. VAMOS CONVENCER COM BONS MODOS, SEM AGRESSÕES. ESTEJAMOS VIGILANTES. ESTÁ EM JOGO O FUTURO DO BRASIL. O QUE INCOMODA OS INIMIGOS É A ASCENSÃO DA POBREZA A UM PATAMAR MAIS DIGNO. É A DISTRIBUIÇÃO DE RENDA. ESTÃO AMEDRONTADOS PORQUE NÃO TÊM COMO CUMPRIR PROMESSAS FEITAS AO CAPITAL INTERNACIONAL PREDADOR (PRIVATIZAÇÕES, ACEITAÇÃO DA ALCA, INTERNACIONALIZAÇÃO DA AMAZÔNIA, ETC) E PAGAR AS DÍVIDAS DA CAMPANHA AOS PATRÕES ALIENÍGENAS.

AQUELA GENTE SINISTRA NUNCA TEVE E NUNCA TERÁ ENVERGADURA MORAL PARA FALAR DE ÉTICA. VAMOS CONTINUAR NAS RUAS. VAMOS A LUTA.



Escrito por gtelmo às 00h18
[] [envie esta mensagem] [ ]



OPINIÂO

Opinião de dois jornalistas

Segundo Jânio de Freitas, "pela primeira vez nos seus mais de 40 anos, a Polícia Federal adquiriu, com sua atividade nos últimos três anos e meio, o direito pleno de ser chamada de polícia e de federal".

Segundo Paulo Henrique Amorim, "o que é animador é a forma implacável com que um policial de uma instituição republicana investiga membros do Partido do Presidente da Republica. Todo brasileiro deveria se orgulhar de ter uma Policia Federal que não parece se intimidar com a possibilidade de subir a rampa do Palácio do Planalto".

Completa Amorim: "e ainda dizem que 'nada mudou'".

Comentário do blog: precisa comentar?



Escrito por gtelmo às 00h10
[] [envie esta mensagem] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]